CAFÉ COM ADICIONA-SE

“Depois de um sono bom, a gente levanta

Toma aquele banho, escova os dentinhos

Na hora de tomar café, é Café Seleto

Que a mamãe prepara, com todo carinho

Café Seleto tem, sabor delicioso

Cafezinho gosto, é o café Seleeeeeeto

Café Seleto.”

Nos últimos dias, tem sido difícil acordar. Um pouco por causa do frio, um pouco por causa do ritmo intenso da cidade grande. E a minha xícara de café de coador tem sido uma fonte de consolo.

Já faz algum tempo, como contei em um post anterior, minha mãe costumava preparar o café e em seguida ir para o meu quarto, pular em cima de mim na minha cama, e cantar a música do Café Seleto. Há quem diga que isso é um PÉSSIMO jeito de acordar. Mas para mim não era, rs. Minha mãe atingia o objetivo, que era acordar uma adolescente, sem saber que ao mesmo tempo criava uma das minhas lembranças mais queridas. E hoje, adulta crescida e responsável que sou, pagaria um bom quinhão para poder ser acordada assim todos os dias.

Quando ainda estava na escola, minha aula começava bem cedo e, para me arrumar em tempo de pegar a primeira aula, eu precisava acordar quando ainda estava de noite. Quando estava frio então, chegava a doer.

Nunca dei trabalho para acordar, mas minha mãe preparava um incentivo delicioso e quentinho no frio: mingau de maisena. Ou "adiciona-se", como a gente chama na minha família.

Minha mãe que fez e tirou a foto. Sortuda da minha irmã que está lá para comer, rsrs. 

Minha mãe que fez e tirou a foto. Sortuda da minha irmã que está lá para comer, rsrs. 

É um mingau muito simples de fazer e muito eficaz no quesito confort food. Puro é bom, mas com geléia fica melhor. Minha mãe fazia com maçã cozida e era um best-seller para mim. E por que a gente chama adiciona-se? Porque meu bisavô falava que era uma sobremesa super simples de fazer: “Adiciona-se isso, adiciona-se aquilo e tá pronto!”. :-)

E meu café de coador não exige grandes técnicas para fazer. Não sou especialista, então não posso fingir que sei de cor todas as condições de “temperatura e pressão” para fazer café com french press, cafeteira italiana, espresso, torra, moagem, etc, etc - embora goste de tomar todos eles, não é?

O meu café do dia a dia se resume a ferver (não muito) a água, escolher um pó de café que seja do meu gosto, acertar na quantidade de pó e água, derramar a água em fio no meio do filtro e voilá. Meu começo de dia quentinho e animador está pronto. E tudo é uma questão de prática. Experimente e veja como pode melhorar e daqui a um tempo você está auto-suficiente na matéria de fazer seu próprio café.

Caso você esteja passando por essa fase assim como eu, deixo abaixo a receita do meu combo confort food. E como um consolo extra, a musiquinha do Café Seleto.  =)

Beijos,

Mãe é mãe, né? "Mãe, tira a foto do seu café para mim?" "Tiro filha!". (põe a mesa, bota o jogo americano, bota a xícara, bota o bule de latão, traz o coador de pano.... e o pior é que ela é assim no dia-a-dia mesmo, :P). Tks mamis!

Mãe é mãe, né? "Mãe, tira a foto do seu café para mim?" "Tiro filha!". (põe a mesa, bota o jogo americano, bota a xícara, bota o bule de latão, traz o coador de pano.... e o pior é que ela é assim no dia-a-dia mesmo, :P). Tks mamis!

CAFÉ DE COADOR

Ingredientes:

  • 500 ml de água
  • 2 colheres de sopa bem cheias de pó de café (eu gosto de Melitta. Confesso que nunca provei o Café Seleto! hahahahahah)

Ferva a água (com o açúcar, se desejar). Coloque o filtro de papel dentro do funil e apóie no que você for servir - garrafa térmica, jarra. Caso seja uma garrafa térmica, é bom encher de água quente caso você queira manter o café quente por muuuuitas horas e descartar logo antes de adicionar o café (eu nunca faço isso, eu faço direto na minha caneca). Dentro do filtro de papel coloque o pó de café.

Quando a água ferver, desligue o fogo e vá adicionando a água aos poucos. O segredo é adicionar a água em fio no centro do pó, devagar, até acabar a água. Feche a garrafa térmica e sirva!

ADICIONA-SE (MINGAU DE MAISENA)

  • 1 xícara de leite
  • 1 colher de sobremesa rasa de maisena
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • Canela para decorar

Modo de preparo:

Dissolva a maisena e o açúcar no leite ainda frio, coloque em uma panela e leve ao fogo para ferver. Não pare de mexer, senão ele vai empelotar. Quando adquirir uma consistência de um creme, não muito grosso, pode desligar. Servir em um potinho com a canela polvilhada. Pode servir com geléia ou frutas cozidas, como banana e maçã.