POR SÃO PAULO - Um passeio pela Liberdade

Um dos meus lugares preferidos em SP - não podia deixar de ser - é o bairro da Liberdade. Logo que me mudei de volta para a capital, fiz questão de explorar o bairro com calma: descobrir meus lugares preferidos, onde comprar as encomendas da minha família ou simplesmente fazer de conta que eu poderia estar em qualquer lugar do outro lado do mundo, menos em São Paulo.

Ao pensar em Liberdade, logo pensamos em comida. Se uma vez o bairro já foi reduto da imigração japonesa, hoje dá lugar a pessoas das mais diversas nacionalidades - em sua maioria oriental, de origem chinesa, taiwanesa, coreana e japonesa.

Nem só de lanternas japonesas vive a liverdade.

Nem só de lanternas japonesas vive a liverdade.

Confesso que apesar de comer comida japonesa desde pequeninha, na primeira vez que eu fui na Liberdade eu caí num "clichêzão": comi yakisoba, hahaha. Mas era o que minha verba de estudante permitia e tinha achado um lugar bem bonito, novo e descolado que estava num raio perto do metrô (eu ia explorando aos poucos para não me perder, rs).

Não lembro a última vez que fui ao bairro para comer sushi, sashimi e yakisoba, e sugiro que você deixe para experimentar esses pratos em outros lugares. Lá, aproveite para comer comidas que você não experimenta normalmente. Aqui vai o meu roteiro usual - lembrando que tem muitos mais lugares que esse e que esse post até rendia uma parte 2 (Áska, Chi Fu, Azuki, Sweetheart, Bakery Itiriki, Tiá Tiá ;], Ikesaki). Em breve!

Espaço Kazu

Não dá para definir tudo o que eles fazem lá, mas eu gosto que eles têm o curry (ou karê) do Go Go Curry no menu. Antes o Go Go Curry era no andar de cima, mas deu lugar a um restaurante que faz udon da maneira autêntica. Já experimentei e é muito gostoso. Gosto de comer gohan e karê com alguma carne empanada lá. Além disso, no andar de cima também funciona o Espresso Kazu. Quando “estou para o crime”, subo lá, peço um café e um choux cream de comer rezando. (R. Thomaz Gonzaga, 84 - Liberdade)

Fachada do Espaço Kazu em uma dia chuvoso.

Fachada do Espaço Kazu em uma dia chuvoso.

Fome de leão! Karê com Kara Aguê.

Fome de leão! Karê com Kara Aguê.

Um dos dias que fomos no Expresso Kazu. Choux Cream e Mousse de Frutas Vermelhas,

Um dos dias que fomos no Expresso Kazu. Choux Cream e Mousse de Frutas Vermelhas,

Você pode optar por degustar diversas marcas de saquê no Espresso Kazu,

Você pode optar por degustar diversas marcas de saquê no Espresso Kazu,

Vitrine de doces do Kazu que te faz ficar em dúvida por umas duas horas. Mas não tem jeito, sempre acabo pedindo um Choux Cream tradicional ou com algum sabor.

Vitrine de doces do Kazu que te faz ficar em dúvida por umas duas horas. Mas não tem jeito, sempre acabo pedindo um Choux Cream tradicional ou com algum sabor.

Viu? =). Esse é um Choux de morango.

Viu? =). Esse é um Choux de morango.

Hinodê

O Hinodê é um dos restaurantes japoneses mais tradicionais de São Paulo, e se não me engano, é o mais antigo. Lá tem meu teishoku favorito. Vou durante a semana, no almoço (fora do horário comercial os preços ficam inacessíveis para mim) e me delicio com um teishoku de anchova com sashimi. Se der sorte, tem uma berinjela deliciosa de entrada. Finalize com um chá e seja feliz. (R. Thomaz Gonzaga, 62 - Liberdade)

O sashimi teishoku da felicidade!

O sashimi teishoku da felicidade!

Sushi Yassu

O teishoku deles também é um sucesso. Mas no Sushi Yassu, eu nunca errei um prato sequer. Já experimentei o Sukiyaki, Domburi, Lámen, entre outras coisas. Se você quiser um prato chocante de lindo para postar no Insta, peça o Tirashi Sushi. Vem um chawan forrado com arroz de sushi e as mais lindas peças de sashimi em cima. Prepare-se para gastar, mas vai valer a pena. (R. Thomaz Gonzaga, 98 - Liberdade).

Você tem que ir pelo menos uma vez no Yassu.

Você tem que ir pelo menos uma vez no Yassu.

Foto super antiga de um teishoku de anchova e um chirashizushi. Maravilhoso!

Foto super antiga de um teishoku de anchova e um chirashizushi. Maravilhoso!

Jardim Meio Hectare

Quando a gente está rico, vamos no Chi Fu. Quando queremos comer para sermos felizes, vamos no Jardim Meio Hectare. Lá, eu peço arroz, berinjela com alho e qualquer carne com legumes. Tudo lá é bom, mas a berinjela com alho é indefectível. E o preço é super justo. (R. Thomaz Gonazaga, 65 - Liberdade).

Traduzindo o letreiro: com vocês, Jardim Meio Hectare.

Traduzindo o letreiro: com vocês, Jardim Meio Hectare.

Se for pedir, se chama esfiha de ceboletas chinesas. Uma delícia!!!

Se for pedir, se chama esfiha de ceboletas chinesas. Uma delícia!!!

A famosa, a querida, a indefectível (e nada light) beringela com alho.

A famosa, a querida, a indefectível (e nada light) beringela com alho.

Costela (de porco) frita com molho especial.

Costela (de porco) frita com molho especial.

Marukai

Meu supermercado favorito. Eu sempre passo lá para comprar arroz, mistura para karê, chás, temperos e lámen. A fila, apesar de grande, é super rápida. E tem que ter paciência, pois lá é suuuuuper cheio. Vá bem calminho porque tem vez que quero tacar minha cesta para o alto e sair correndo. Mas lá vale a pena e tem tudo de culinária oriental. (R. Galvão Bueno, 34 - Liberdade)

O marukai desafia diariamente aquela lei que fala que dois corpos não ocupam o mesmo espaço. Lotado 24/7!

O marukai desafia diariamente aquela lei que fala que dois corpos não ocupam o mesmo espaço. Lotado 24/7!

Balas, muitas balas.

Balas, muitas balas.

Furikakê de todas as cores.

Furikakê de todas as cores.

Aqui eu compro Gobô, Shimeji, etc.

Aqui eu compro Gobô, Shimeji, etc.

Ten Man Ya

Uma das minhas lojas de utensílios favoritas. Loja bem grande, arejada, fica na rua dos Estudantes. Tem de facas às porcelanas mais bonitas, passando por bonsais e fontes de água. Foi lá que comprei meus pote e xícaras depois que me mudei para São Paulo. (R. dos Estudantes, 19 - Liberdade).

Me vê um de cada, por favor?

Me vê um de cada, por favor?

Gostaram? Me mandem seus roteiros!