Crianças na cozinha

Acho que tinha uns seis anos quando comecei a ler os gibis da Magali e me encantar por comida. O primeiro reflexo veio comendo. Montava o meu prato, experimentava os legumes novos e ia descobrindo o que eu gostava ou não de comer. Com isso veio a vontade de comer tudo e mais um pouco. Mas minha mãe ajudava, dando uma segurada, fazendo coisas saudáveis.

Depois, na biblioteca, descobri um livro de culinária para crianças e me A-P-A-I-X-O-N-E-I. Alugava o livro tantas vezes que um dia eu pedi para o meu pai comprar para mim. E ele trouxe, novinho, branquinho.

Eu até dormia com o livro. Li e reli tantas vezes que sabia de cor todas as receitas. Foi uma aventura fazer os meus pratos preferidos. E eu ficava tão feliz que a família toda embarcava nessa. Não sei até hoje como meus pais deixavam. Mas eles não só deixavam, como ainda incentivavam. Elogiavam super todas as receitas (será que todas ficavam boas? haha) e ainda arrumavam toda a bagunça que eu deixava. Eu até tentava arrumar, mas criança que eu era não sabia arrumar uma cozinha do jeito que faço hoje.

Meu avô também me ajudava muito. Quando eu ia para a casa dele passar as férias, ficávamos meses fazendo receitas juntos. Ele me perguntava o que eu queria comer e fazíamos juntos todas as minhas vontades. Também chegava no natal e eu era encarregada de ajudar na ceia. Foram toneladas e mais toneladas de bolachinhas de chocolate, e tantas receitas de quiches que eu perdi a conta. Naquela época eu fazia tanta quiche que hoje nem posso ver na frente (brincadeira!).

Poder experimentar e me aventurar na cozinha tornou minha infância tão rica! Eu me divertia tanto, e isso, mais tarde, me deu um senso de independência incrível. Nunca tive que depender de miojo quando minha  mãe viajava e eu podia cozinhar comidas saudáveis para os meus irmãos quando ela não estava, ou ajudá-la na cozinha sem que ela tivesse que pedir.

Eu amava ler tudo o que podia sobre comida. Meu pai tinha uma coleção de revistas Gula, e eu passava tardes e mais tarde lendo sobre as mais variadas receitas, estilos e chefs. E isso nunca tirou o meu lado infantil, sabe? Eu desenhava, coloria, montava meus castelos com meu lego rosa, lia livros de crianças e cozinhava quando dava tempo, ou quando minha mãe deixava.

Acho que hoje em dias as crianças precisam se envolver mais no mundo real, sabe? Experimentar mais sabores e não encarar a comida como uma inimiga. Hoje vejo tantas crianças dizendo "não" para comidas saudáveis e sim para junk food e televisão. Ao mesmo tempo, vejo as mães proibindo certas comidas com açúcar ou corantes artificiais. Acho que tudo é uma questão de equilíbrio. Quando a criança ajuda no preparo da refeição, cria um envolvimento com a comida que a faz ter uma cabeça mais "aberta" para os sabores. Se levarmos as crianças para a feira, elas valorizam frutas e verduras com mais facilidade. Fora também que elas agem pelo exemplo. Se o pai não come nenhuma fruta, dificilmente ela vai ver a importância de comer também. Lembro que minha mãe comia pizza de escarola com tanto gosto que passei a comer também, meio que pra imitar e acabei gostando.

E para finalizar e incentivar as crianças irem para a cozinha, vou deixar uma das receitas que eu mais fazia quando era criança. O nome dos meus dois livros preferidos de culinária para crianças são Hora do Lanche, da Editora Caramelo e o Livro de Receitas para Crianças, da Editora Manole. Não sei se eles estão à venda, mas sempre temos a nossa Estante Virtual para salvar nossa pele!

Bolachinha de Chocolate (também conhecido como Cookie J);

  • 1 e ½ xícara de açúcar
  • 2 e ½ xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 2 ovos
  • 200 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 250 g de chocolate cortado em cubinhos

Modo de preparar:

Pré-aquecer o forno a 180 graus.

Misturar a farinha, o açúcar e o fermento. Depois, a manteiga e os ovos. Quando a massa estiver formada, acrescentar o chocolate.

Untar a forma com manteiga e farinha. Modelar bolinhas de massa, com um bom espaço entre elas, e colocar para assar por 20 minutos até as bordas ficarem douradas.

Rende 24 cookies.

Meus dois livros de culinária para crianças! :) Muito amor por eles.

Meus dois livros de culinária para crianças! :) Muito amor por eles.

Passo 1 das bolachinhas

Passo 1 das bolachinhas

Saindo do forno. Hum.....

Saindo do forno. Hum.....

Fizemos as gringas e comemos com leite gelado. Vivendo perigosamente! hahahaha 

Fizemos as gringas e comemos com leite gelado. Vivendo perigosamente! hahahaha